quarta-feira, 20 de novembro de 2013

'Leve e auto-reverse
Plugado no peito
Mostrando outro jeito
Batendo de frente
Com o bicho feroz...'

Auto-Reverse
O Rappa

sexta-feira, 3 de maio de 2013

Escolhas...

Sempre digo que a vida é feita de escolhas, e eu decidi fazer mais uma.

Por algum tempo me prendi há um sentimento que era só meu, na verdade parecia mais um cárcere, do que um sentimento de fato. Até que um dia resolvi ajustar os ponteiros e quebrar as amarras. Tive a oportunidade de olhar nos olhos e dizer: Não quero mais, não tenho mais fôlego pra isso. E me soltei, experimentei a leveza, depois de anos...

E como dizem, o que é nosso, nos encontra. E por mera coincidência do destino, nesse mesmo dia encontrei você, e fiz uma escolha, optei por me dar essa oportunidade, permiti a mim, deixar ser vista por você. 

Desde então, fui invadida por uma paz, um sentimento bom, um florescer contínuo, que hoje me traz o medo comum de toda nova experiência, medo de que não seja de verdade, medo de te perder.

Mas falando sério, medo nunca regeu minha vida, e não será esse sentimento que me impedirá de viver mais essa emoção.

De uma coisa tenho certeza, quero tudo com você, como se fosse a primeira vez. Tudo com nossa cara, com nosso jeitinho. Provas, muitas virão, e já enfrentamos a primeira, não foi? Rs!

Enfim,
E aí, tá mesmo afim de enfrentar essa vida comigo?
Se vier, venha sem medo, pois estou disposta a estar ao seu lado.

quinta-feira, 18 de abril de 2013

Assusto, e isso é complicado...

Não sei o que os 'meninos' querem,

Se a menina é muito recatada, ela primeiro é criticada e em seguida vira troféu. O cara só sossega quando pega e sai falando por aí.

Se a menina é cabeça aberta, já viveu algumas experiências que possibilitou a ela a arte da escolha, os caras acham que ela vai topar qualquer coisa e quando não topa, é rotulada também.

Voltando ao ponto principal, sou assim, e não sei se quero mudar. Troco ideia com todo mundo, em 99% das vezes não encaro nada com preconceito. Sou amiga de homem, de trocar ideia de homem de igual pra igual. Sou amiga das mulheres que querem somente ser minhas amigas,  já as que querem disputar comigo, ou simplesmente bisbilhotar minha vida, não faço questão da companhia. Triste realidade essa falta de união das mulheres, mas fazer o que?

Enfim, o fato de trocar ideia, ter a mente aberta, não quer dizer que tudo que aparecer na minha frente é lucro. Sou sim, dona dos meus atos e pago bem caro diante da 'sociedade' ao viver o que prego. Portanto, só faço o que estou afim e nada muda minha opinião.

Tenho meus momentos de neurose como toda e qualquer mulher, e exercito o auto controle o máximo que posso. Respeito a todos e quero ser respeitada também.

Essa sou eu, só cola em mim quem me suportar...